Acompanhe as novidades e notícias relacionadas à Sync

E compartilhe se você achar bacana! ;)

Sync projeta site do Guia do Mochilão para jornal O Globo

No início de maio, a Sync entregou o Projeto Guia do Mochilão para o jornal O Globo. A equipe projetou o site que, além de disponibilizar dicas de viagem para quem quer gastar pouco, também conta com um game no qual o usuário pode ganhar Ipads 2, bolsas de estudo no curso de idiomas Wizard e até uma viagem para a Disney com tudo pago.

Para participar, basta usar o login do Facebook para conectar ao aplicativo. Após responder as perguntas, como tarefa bônus para somar pontos, o usuário poderá curtir as páginas do Wizard, seguir o Guia do Mochilão no Twitter, convidar amigos para jogar e compartilhar o resultado no game.

Além disso, o internauta pode enviar um vídeo contando uma história de viagem sua. Até nosso CEO, Amure Pinho, se arriscou. Confira o vídeo , clique aqui .

Eu Sou Caveira em O Globo

Eu Sou Caveira em O Globo

Recrutar profissionais “Faca na Caveira” de TI é uma tarefa árdua, ainda mais para as start-ups. E para driblar a concorrência, nosso CEO, Amure Pinho, uniu 19 empresas no projeto Eu Sou Caveira, com a finalidade de recrutar a elite do setor. Como respiramos inovação, transformamos o processo seletivo em um alistamento, no qual o candidato se apresenta para fazer parte das equipes.

A iniciativa foi tão positiva que virou matéria no último domingo, no jornal O Globo. Confira:

Sync no Fantástico! Matéria Investidores Anjos

Sync no Fantástico! Matéria Investidores Anjos

Amure Pinho no Fantástico

Amure Pinho CEO da Sync e Brunno da Startup O Holandes no Fantástico

Amure Pinho ao lado de seu investido Brunno Galvão, da Startup O Holândes

Nosso CEO, Amure Pinho, falou neste domingo, no Fantástico sobre sua veia anjo na matéria “Investidores anjo financiam boas ideias de jovens empreendedores”(hiperlink do vídeo).

Durante a entrevista Amure explica que o know-how dos investidores, em negócios e no mercado de tecnologia, vale muito mais que o aporte financeiro. “O investidor anjo entrega muito mais do que o dinheiro. Ele realmente funciona como mentor, como tutor, ele identifica problemas no projeto”, ressaltou.

Assista a matéria na íntegra Clicando Aqui!

Negócios com gostinho de gelada na Lapa


Por LaPresse Comunicação - O trio empreendedorismo, tecnologia da informação e cerveja levou nosso CEO, Amure Pinho, na última quinta-feira, 12, para o VI Geeks On Beer. Desta vez, na função de palestrante, compartilhou com investidores e jovens empreendedores detalhes da trajetória de dois anos de mercado da Sync, que sob sua batuta, conquistou o título de uma das 10 empresas mais inovadoras do Brasil em 2012, o prêmio “Campuseiros empreendem” da Campus Party, além de grandes contas como Accenture, Brookfield, FGV, O Globo, HP e Vale.

No palco, Amure contou sobre o início da empresa, falhas cometidas e exemplos a não serem seguidos. Também pontuou, com base em sua experiência em eventos internacionais como o Global Technology Symposium Silicon Valley, a diferença entre o perfil de investidores brasileiros e americanos. “As pessoas identificaram na nossa história momentos semelhantes que estão vivendo em seus negócios. Se a minha palestra puder salvar algumas madrugadas de preocupação para o pessoal que está chegando, já terá valido muito a pena!”, afirma o empresário.

Fora do palco, Pinho participou pela primeira vez do Speed Networking, momento em que start-ups selecionadas pela comissão organizadora do Geeks On Beer apresentam seus projetos para investidores. “Passaram por mim negócios em diferentes estágios. Alguns estavam imaturos e receberam feedbacks mais básicos, outros já estavam mais avançados, mas, em contrapartida, procuravam investimentos que não eram justificados em seus planos”, explica.

Sobre a experiência geral no evento, nosso CEO avalia como positiva: “Acredito que ser empreendedor significa fazer networking e iniciativas como este evento colocam isso em prática. Nesta edição conhecemos parceiros, potenciais empresas para investir e aproximamos o relacionamento de investidores maiores que podem nos ajudar em projetos globais”, finaliza.

Consumo de aparelhos evolui e ‘cala’ os smartphones nos EUA

Pesquisa revela que 74% do tempo de uso é direcionado a ações sem voz

RIO – Os usuários têm correspondido à piada que diz que os celulares de hoje fazem de tudo, até ligações: pesquisa realizada nos EUA concluiu que 74% do tempo de uso dos smartphones é dedicado a atividades que não envolvem voz. Ou seja, o que as pessoas menos têm feito ao telefone é falar, afirmou o presidente e diretor-executivo da sueca Ericsson, Hans Vestberg, em palestra realizada no Mobile World Congress deste ano, em Barcelona. A tendência ficou clara há dois anos justamente no evento de Barcelona, a maior feira de mobilidade do mundo. O que sempre fora uma exposição de infraestrutura de redes tornou-se um show quase totalmente centrado em dispositivos móveis inteligentes — smartphones e tablets.

O incremento da conectividade tem muito a ver com isso. No último dia do evento deste ano, Hestberg disse que já somos um bilhão de usuários de banda larga móvel no mundo, número que vem crescendo 60% ao ano. A expectativa para 2020 é que existam mais de 50 bilhões de dispositivos conectados, sendo que muitos deles conversarão entre si automaticamente — uma modalidade conhecida como M2M (machine-to-machine).

Um estudo conduzido pela Mobidia, em conjunto com a Informa Telecoms, ao analisar o tipo de conectividade da comunidade de usuários de smartphones, revelou que 70% do tráfego de dados é feito via Wi-Fi, sendo apenas 30% realizado por conexão via operadora. Isso indica que as bolhas de acesso wireless que os usuários utilizam são mais importantes do que a conectividade 2G, 3G etc.

Ainda com relação à conectividade sem fio, uma das expectativas manifestadas no MWC 2012 foi a da iminente aprovação do novo padrão de conexões Wi-Fi, conhecido como 802.11ac, ou simplesmente “ac”, sucessor do atual padrão “n”. O padrão usará a banda de frequência dos 5GHz, atingindo taxas de transferência de até 500 megabits por segundo considerando um link único.

Com sua versão de rascunho proposta em novembro de 2011, o padrão deverá ser homologado ainda este ano. Alguns fabricantes, como a Qualcomm, já estão apostando na nova tecnologia — a empresa já entregará os primeiros chips wireless “ac” no final de 2012, que serão incorporados a novos produtos por diferentes fabricantes já no início do ano que vem.

Quanto às conexões de dados via celular, o mundo está entrando na quarta geração (4G), mas dados da empresa de pesquisas Wireless Intelligence mostram que o 3G ainda vive: até o fim do ano existirão ainda no planeta 2 bilhões de conexões 3G, que crescem a um ritmo anual de 25%.

Créditos da matéria: CARLOS ALBERTO TEIXEIRA – Infoglobo 11/03/12 - 23h13

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/tecnologia/consumo-de-aparelhos-evolui-cala-os-smartphones-nos-eua-4285087#ixzz1ovZAaP9S 
© 1996 – 2012. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Mundo superou o computador, diz ex-executivo da Microsoft

Ray Ozzie, o homem que sucedeu Bill Gates, diz que não há mais dúvidas quanto a isso

SEATTLE – Ray Ozzie, o homem que sucedeu Bill Gates como visionário tecnológico da Microsoft, acredita que o mundo tenha superado o computador pessoal, o que pode ter deixado para trás a maior produtora mundial de software. O computador pessoal, que serviu de fundação ao poderio da Microsoft e ainda determina seu desempenho financeiro, foi deixado para trás por poderosos celulares e tablets acionados por softwares da Google e da Apple, disse o antigo executivo da Microsoft.

- As pessoas discutem se estamos ou não em um mundo pós-PC. Não existe o que discutir: é claro que estamos em um mundo pós-PC – disse Ozzie em uma conferência sobre tecnologia promovida pelo blog tecnológico GeekWire, em Seattle, na quarta-feira.

- Isso não significa que o computador pessoal vai morrer, mas apenas que, nos cenários em que o usamos, deixamos de nos referir aos aparelhos como computadores e os designamos por outros nomes – acrescentou.

Ozzie estava fazendo seus primeiros comentários públicos sobre a Microsoft desde que saiu abruptamente da gigante da tecnologia, em 2010. Ele falou horas depois que Tim Cook, presidente-executivo da Apple, a maior rival da Microsoft, enfatizou a emergência do “mundo pós-PC”, criado pelo iPad. As vendas de smartphones já superaram as de computadores, e as de tablets estão se aproximando delas rapidamente.

Ozzie, aos 56 anos, um programador lendário que desenvolveu o aplicativo de e-mail Lotus Notes nos anos 1980 e 1990, foi selecionado diretamente por Gates para o posto de vice-presidente de arquitetura de software da Microsoft em 2006, para fazer de sua capacitação em colaboração via web a peça central do pensamento da empresa.

Ozzie teve papel central no projeto Azure, da Microsoft – o principal esforço da companhia no campo da computação em nuvem -, mas se demitiu quatro anos depois com a Microsoft ainda atrás da Amazon e Google em desenvolvimento para soluções na web.

- Meu trabalho lá era administrar mudanças. Bill (Gates) e Steve (Ballmer, o presidente-executivo) me pediram para estudar a companhia, descobrir o que não funcionava e tentar o melhor para consertar os defeitos – disse Ozzie.

- Estou feliz com algumas das mudanças que promovemos. A companhia mudou muito, avançou muito, e estou feliz sobre algumas coisas, mas impaciente quanto a outras – acrescentou.

Ozzie disse que o destino do Windows 8 determinará o futuro da Microsoft. A mais recente versão do sistema operacional funcionará em tablets com chips da ARM, e a Microsoft espera poder competir com o iPad, da Apple, e colocar a companhia de volta no topo da cadeia de consumo tecnológico.

Créditos da matéria: O Globo Online – 08/03/2012

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/tecnologia/mundo-superou-computador-diz-ex-executivo-da-microsoft-4257170#ixzz1oeJxO0jw 
© 1996 – 2012. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Sync no Startup Farm Rio de Janeiro

Sync no Startup Farm Rio de Janeiro

A Sync participou nesta segunda feira (07/11) na banca de jurados do Startup Farm Rio de Janeiro. Amure Pinho, CEO da empresa, avaliou os participantes do programa de aceleração idealizado pelo Instituto Inovação.

O programa Startup Farm é uma iniciativa que busca potencializar o desenvolvimento dos novos negócios da Internet brasileira por meio da criação e aceleração de startups digitais em um programa intensivo com duração de um mês. Em 30 dias de imersão, um time de mentores experientes na cena digital auxilia empreendedores a estruturarem, modelarem e testarem novas startups.

Para saber mais, acesse o site aqui.

Revista ProXXima – Sync fala sobre novos talentos

Confira no link abaixo a matéria sobre a Sync onde fala sobre um pouco da sua história e da valorização e descoberta de novos talentos no mercado.

http://proxxima.digitalpages.com.br/home.aspx?cod=JQCPMQO0

A Sync na ProXXima

A Sync na ProXXima

Sync na Expo Y – Gestão de negócios, inovação e novas mídias

Sync na Expo Y – Gestão de negócios, inovação e novas mídias

Sync na Expo-Y

Confira aqui a participação de Amure Pinho representando a Sync na Expo Y, que é um festival de cultura de negócios da geração Y. Trata-se de uma iniciativa joint venture entre a Resulton e a HSM. A Expo Y combina temas relacionados a gestão de negócios em novas mídias e tecnologias com uma pegada informal e inovadora.

Neste evento você confere assuntos como empreendedorismo, comunicação, inovação e tudo circundado com espaços de chill out.

A Sync participou do quadro “Minha idéia virou!” que mostra cases de sucesso.

Confira a matéria: http://www.numclique.net/como-foi-o-segundo-dia-de-expo-y/20012

Apple: uma menina mimada?

Amure Pinho, diretor executivo da Sync, escreveu uma matéria para a revista Mac+ na edição do dia 20/08/2010 falando sobre as linhas estratégicas da Apple em relação a concorrência, fazendo alusão ao estilo agressivo da marca em relação ao seus consumidores.

O mais interessante da matéria é a análise histórica da Apple em relação as disputas com a Google e outros pelo poder no mercado multimídia e tudo desenhado com traços metafóricos comparando a empresa de Steve Jobs com uma menina mimada!

Leitura rápida e descontraída. Vale conferir! 

“…o negócio do Google é vender anúncios. E para vendê-los, ele usa o YouTube, Google Chrome, Reader, Gmail, Orkut, Google TV, Android etc. Já o negócio da Apple é vender produtos, softwares e conteúdo. E para vendê-los, ela oferece seus MacBooks, iMacs, iPods, iPads, iPhones, Mac OSX, aplicativos, iTunes Store, App Store e outros…”

Leia a matéria na integra: http://macmais.terra.com.br/materias/apple-uma-menina-mimada/