Acompanhe as novidades e notícias relacionadas à Sync

E compartilhe se você achar bacana! ;)

About the Author
Author

syncmobile

Eu Sou Caveira em O Globo

Eu Sou Caveira em O Globo

Recrutar profissionais “Faca na Caveira” de TI é uma tarefa árdua, ainda mais para as start-ups. E para driblar a concorrência, nosso CEO, Amure Pinho, uniu 19 empresas no projeto Eu Sou Caveira, com a finalidade de recrutar a elite do setor. Como respiramos inovação, transformamos o processo seletivo em um alistamento, no qual o candidato se apresenta para fazer parte das equipes.

A iniciativa foi tão positiva que virou matéria no último domingo, no jornal O Globo. Confira:

Sync no Fantástico! Matéria Investidores Anjos

Sync no Fantástico! Matéria Investidores Anjos

Amure Pinho no Fantástico

Amure Pinho CEO da Sync e Brunno da Startup O Holandes no Fantástico

Amure Pinho ao lado de seu investido Brunno Galvão, da Startup O Holândes

Nosso CEO, Amure Pinho, falou neste domingo, no Fantástico sobre sua veia anjo na matéria “Investidores anjo financiam boas ideias de jovens empreendedores”(hiperlink do vídeo).

Durante a entrevista Amure explica que o know-how dos investidores, em negócios e no mercado de tecnologia, vale muito mais que o aporte financeiro. “O investidor anjo entrega muito mais do que o dinheiro. Ele realmente funciona como mentor, como tutor, ele identifica problemas no projeto”, ressaltou.

Assista a matéria na íntegra Clicando Aqui!

Negócios com gostinho de gelada na Lapa


Por LaPresse Comunicação - O trio empreendedorismo, tecnologia da informação e cerveja levou nosso CEO, Amure Pinho, na última quinta-feira, 12, para o VI Geeks On Beer. Desta vez, na função de palestrante, compartilhou com investidores e jovens empreendedores detalhes da trajetória de dois anos de mercado da Sync, que sob sua batuta, conquistou o título de uma das 10 empresas mais inovadoras do Brasil em 2012, o prêmio “Campuseiros empreendem” da Campus Party, além de grandes contas como Accenture, Brookfield, FGV, O Globo, HP e Vale.

No palco, Amure contou sobre o início da empresa, falhas cometidas e exemplos a não serem seguidos. Também pontuou, com base em sua experiência em eventos internacionais como o Global Technology Symposium Silicon Valley, a diferença entre o perfil de investidores brasileiros e americanos. “As pessoas identificaram na nossa história momentos semelhantes que estão vivendo em seus negócios. Se a minha palestra puder salvar algumas madrugadas de preocupação para o pessoal que está chegando, já terá valido muito a pena!”, afirma o empresário.

Fora do palco, Pinho participou pela primeira vez do Speed Networking, momento em que start-ups selecionadas pela comissão organizadora do Geeks On Beer apresentam seus projetos para investidores. “Passaram por mim negócios em diferentes estágios. Alguns estavam imaturos e receberam feedbacks mais básicos, outros já estavam mais avançados, mas, em contrapartida, procuravam investimentos que não eram justificados em seus planos”, explica.

Sobre a experiência geral no evento, nosso CEO avalia como positiva: “Acredito que ser empreendedor significa fazer networking e iniciativas como este evento colocam isso em prática. Nesta edição conhecemos parceiros, potenciais empresas para investir e aproximamos o relacionamento de investidores maiores que podem nos ajudar em projetos globais”, finaliza.

Consumo de aparelhos evolui e ‘cala’ os smartphones nos EUA

Pesquisa revela que 74% do tempo de uso é direcionado a ações sem voz

RIO – Os usuários têm correspondido à piada que diz que os celulares de hoje fazem de tudo, até ligações: pesquisa realizada nos EUA concluiu que 74% do tempo de uso dos smartphones é dedicado a atividades que não envolvem voz. Ou seja, o que as pessoas menos têm feito ao telefone é falar, afirmou o presidente e diretor-executivo da sueca Ericsson, Hans Vestberg, em palestra realizada no Mobile World Congress deste ano, em Barcelona. A tendência ficou clara há dois anos justamente no evento de Barcelona, a maior feira de mobilidade do mundo. O que sempre fora uma exposição de infraestrutura de redes tornou-se um show quase totalmente centrado em dispositivos móveis inteligentes — smartphones e tablets.

O incremento da conectividade tem muito a ver com isso. No último dia do evento deste ano, Hestberg disse que já somos um bilhão de usuários de banda larga móvel no mundo, número que vem crescendo 60% ao ano. A expectativa para 2020 é que existam mais de 50 bilhões de dispositivos conectados, sendo que muitos deles conversarão entre si automaticamente — uma modalidade conhecida como M2M (machine-to-machine).

Um estudo conduzido pela Mobidia, em conjunto com a Informa Telecoms, ao analisar o tipo de conectividade da comunidade de usuários de smartphones, revelou que 70% do tráfego de dados é feito via Wi-Fi, sendo apenas 30% realizado por conexão via operadora. Isso indica que as bolhas de acesso wireless que os usuários utilizam são mais importantes do que a conectividade 2G, 3G etc.

Ainda com relação à conectividade sem fio, uma das expectativas manifestadas no MWC 2012 foi a da iminente aprovação do novo padrão de conexões Wi-Fi, conhecido como 802.11ac, ou simplesmente “ac”, sucessor do atual padrão “n”. O padrão usará a banda de frequência dos 5GHz, atingindo taxas de transferência de até 500 megabits por segundo considerando um link único.

Com sua versão de rascunho proposta em novembro de 2011, o padrão deverá ser homologado ainda este ano. Alguns fabricantes, como a Qualcomm, já estão apostando na nova tecnologia — a empresa já entregará os primeiros chips wireless “ac” no final de 2012, que serão incorporados a novos produtos por diferentes fabricantes já no início do ano que vem.

Quanto às conexões de dados via celular, o mundo está entrando na quarta geração (4G), mas dados da empresa de pesquisas Wireless Intelligence mostram que o 3G ainda vive: até o fim do ano existirão ainda no planeta 2 bilhões de conexões 3G, que crescem a um ritmo anual de 25%.

Créditos da matéria: CARLOS ALBERTO TEIXEIRA – Infoglobo 11/03/12 - 23h13

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/tecnologia/consumo-de-aparelhos-evolui-cala-os-smartphones-nos-eua-4285087#ixzz1ovZAaP9S 
© 1996 – 2012. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Mundo superou o computador, diz ex-executivo da Microsoft

Ray Ozzie, o homem que sucedeu Bill Gates, diz que não há mais dúvidas quanto a isso

SEATTLE – Ray Ozzie, o homem que sucedeu Bill Gates como visionário tecnológico da Microsoft, acredita que o mundo tenha superado o computador pessoal, o que pode ter deixado para trás a maior produtora mundial de software. O computador pessoal, que serviu de fundação ao poderio da Microsoft e ainda determina seu desempenho financeiro, foi deixado para trás por poderosos celulares e tablets acionados por softwares da Google e da Apple, disse o antigo executivo da Microsoft.

- As pessoas discutem se estamos ou não em um mundo pós-PC. Não existe o que discutir: é claro que estamos em um mundo pós-PC – disse Ozzie em uma conferência sobre tecnologia promovida pelo blog tecnológico GeekWire, em Seattle, na quarta-feira.

- Isso não significa que o computador pessoal vai morrer, mas apenas que, nos cenários em que o usamos, deixamos de nos referir aos aparelhos como computadores e os designamos por outros nomes – acrescentou.

Ozzie estava fazendo seus primeiros comentários públicos sobre a Microsoft desde que saiu abruptamente da gigante da tecnologia, em 2010. Ele falou horas depois que Tim Cook, presidente-executivo da Apple, a maior rival da Microsoft, enfatizou a emergência do “mundo pós-PC”, criado pelo iPad. As vendas de smartphones já superaram as de computadores, e as de tablets estão se aproximando delas rapidamente.

Ozzie, aos 56 anos, um programador lendário que desenvolveu o aplicativo de e-mail Lotus Notes nos anos 1980 e 1990, foi selecionado diretamente por Gates para o posto de vice-presidente de arquitetura de software da Microsoft em 2006, para fazer de sua capacitação em colaboração via web a peça central do pensamento da empresa.

Ozzie teve papel central no projeto Azure, da Microsoft – o principal esforço da companhia no campo da computação em nuvem -, mas se demitiu quatro anos depois com a Microsoft ainda atrás da Amazon e Google em desenvolvimento para soluções na web.

- Meu trabalho lá era administrar mudanças. Bill (Gates) e Steve (Ballmer, o presidente-executivo) me pediram para estudar a companhia, descobrir o que não funcionava e tentar o melhor para consertar os defeitos – disse Ozzie.

- Estou feliz com algumas das mudanças que promovemos. A companhia mudou muito, avançou muito, e estou feliz sobre algumas coisas, mas impaciente quanto a outras – acrescentou.

Ozzie disse que o destino do Windows 8 determinará o futuro da Microsoft. A mais recente versão do sistema operacional funcionará em tablets com chips da ARM, e a Microsoft espera poder competir com o iPad, da Apple, e colocar a companhia de volta no topo da cadeia de consumo tecnológico.

Créditos da matéria: O Globo Online – 08/03/2012

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/tecnologia/mundo-superou-computador-diz-ex-executivo-da-microsoft-4257170#ixzz1oeJxO0jw 
© 1996 – 2012. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crossfy: a ponte entre online e offline

Stand Crossfy na Campus Party 5

Há algum tempo que a era digital chegou para ficar entre nós sendo um dos principais meios de informação.

Por que temos que escolher entre o conteúdo offline e online? Não seria óbvio afirmar que o melhor dos mundos seria poder ler seu jornal, revista ou qualquer outro veículo impresso unido com o conteúdo digital?

Imagine ler a matéria sobre seu time e poder ver videos relativos a ele. Imagine poder ver o video de um empreendimento no qual você está interessado.

Crossfy cria uma nova forma de consumir conteúdo. Estivemos em fevereiro, na Campus Party 2102, maior evento de tecnologia e internet do mundo, como patrocinadores, para apresentar essa nova plataforma que une as duas vertentes: Impresso e Digital.

É a primeira e única no mundo!

A participação do Crossfy na CPBR5 foi sucesso total, saindo em todos os principais veículos jornalísticos do Brasil e do mundo.

Abaixo um trecho da matéria que saiu no portal tecnológico The Next Web
the company hopes to distribute its products across the world, and already closed deals with representatives in Argentina, Australia and Russia.

Revista ProXXima – Sync fala sobre novos talentos

Confira no link abaixo a matéria sobre a Sync onde fala sobre um pouco da sua história e da valorização e descoberta de novos talentos no mercado.

http://proxxima.digitalpages.com.br/home.aspx?cod=JQCPMQO0

A Sync na ProXXima

A Sync na ProXXima

Sync na Expo Y – Gestão de negócios, inovação e novas mídias

Sync na Expo Y – Gestão de negócios, inovação e novas mídias

Sync na Expo-Y

Confira aqui a participação de Amure Pinho representando a Sync na Expo Y, que é um festival de cultura de negócios da geração Y. Trata-se de uma iniciativa joint venture entre a Resulton e a HSM. A Expo Y combina temas relacionados a gestão de negócios em novas mídias e tecnologias com uma pegada informal e inovadora.

Neste evento você confere assuntos como empreendedorismo, comunicação, inovação e tudo circundado com espaços de chill out.

A Sync participou do quadro “Minha idéia virou!” que mostra cases de sucesso.

Confira a matéria: http://www.numclique.net/como-foi-o-segundo-dia-de-expo-y/20012

Apple: uma menina mimada?

Amure Pinho, diretor executivo da Sync, escreveu uma matéria para a revista Mac+ na edição do dia 20/08/2010 falando sobre as linhas estratégicas da Apple em relação a concorrência, fazendo alusão ao estilo agressivo da marca em relação ao seus consumidores.

O mais interessante da matéria é a análise histórica da Apple em relação as disputas com a Google e outros pelo poder no mercado multimídia e tudo desenhado com traços metafóricos comparando a empresa de Steve Jobs com uma menina mimada!

Leitura rápida e descontraída. Vale conferir! 

“…o negócio do Google é vender anúncios. E para vendê-los, ele usa o YouTube, Google Chrome, Reader, Gmail, Orkut, Google TV, Android etc. Já o negócio da Apple é vender produtos, softwares e conteúdo. E para vendê-los, ela oferece seus MacBooks, iMacs, iPods, iPads, iPhones, Mac OSX, aplicativos, iTunes Store, App Store e outros…”

Leia a matéria na integra: http://macmais.terra.com.br/materias/apple-uma-menina-mimada/ 

 

Sync na Campus Party 2012

Sync na Campus Party 2012

Foto dos destaques da Campus Party Brasil 2012
Sebastián Alegría Klocker tem 14 anos e vive em Santiago, no Chile. Desenvolveu o @AlarmaSismos, sistema caseiro de alerta de terremotos com base em um Quake Alarm Detector. Ligado em um microcontrolador Arduino, realiza o envio de uma mensagem via Twitter de 5 a 30 segundos antes dos tremores serem percebidos pelas pessoas. Na Campus Party Brasil, ele estará ao lado de Amure Pinho, referência em mobilidade e interatividade no país e CEO da Sync Mobile, empresa carioca especializada em entregar tecnologias de interatividade para grandes empresas. Felipe Salvini, fundador e CTO da Sieve, negócio voltado ao monitoramento do mercado de e-commerce, completa a lista de participantes desta atividade no palco principal.

Para ler a notícia no site da Campus Party, acesse o site:
http://www.campus-party.com.br/2012/destaques-2012.html#sebastianalegriaklocker